quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Encontrando na bagunça o meu livro da Ana Cristina Cesar


"olho muito tempo o corpo de um poema
até perder de vista o que não seja corpo
e sentir separado dentre os dentes
um filete de sangue
nas gengivas"

Ana Cristina Cesar, A teus pés, Coleção "Cantadas Literárias", São Paulo, ed. Brasiliense, 1982, p. 59.

Nenhum comentário: