segunda-feira, 3 de fevereiro de 1992

“O que é que o baiano tem?”

1992-02-02
HENRIQUE, Cláudio, “O que é que o baiano tem?”, Livros, O Globo, Rio de Janeiro, 2 fev. 1992, p. 5.

CH: “O Brasil ainda é viável? O povo brasileiro ainda merece vivas?”

JUR: “(...) Não tenho cabeça baixa em relação à gringalhada, porque não temos momentos na História em que fomos tão ordinários quanto a maior parte deles. Nunca saímos dizimando hindus, nem chineses, nem mandamos cobertor contaminado com varíola para índios. Não temos o monopólio da pobreza, nem da violência, nem somos os principais criminosos ecológicos. Somos menos ordinários, ruins e nocivos como coletividade do que grande parte das nações do planeta. (...) Não tenho jeito: sou brasileiro, meu lugar é aqui. Sou um escritor vinculado ao meu povo e tenho orgulho de nós”.

Nenhum comentário: