domingo, 1 de abril de 1990

"João Ubaldo abre o livro: ninguém hoje vive no país só de literatura"

1990-04-01
QUEIROZ, Vânia, “João Ubaldo abre o livro: ninguém hoje vive no país só de literatura — Autor do livro Sargento Getúlio e de outros, ele vai visitar alguns países da Europa e morar na Alemanha”, Jornal de Opinião, 1 a 7 abr. 1990.

JUR: “Se o Glauber estivesse aqui provavelmente ele estaria dizendo uma porção de coisas originais a respeito do Brasil. Ele tinha uma visão muito peculiar, muito percuciente da realidade brasileira”.

JUR: “Agora, o que ele significou para o cinema eu teria que ser crítico, analista. Ele foi uma figura inarredável da história brasileira, cuja significação eu não tenho condições para analisar”.