quinta-feira, 29 de agosto de 1974

“Porque Jorge Amado não pode ganhar o prêmio Nobel”

1974-08-29
RIBEIRO, João Ubaldo, “Porque Jorge Amado não pode ganhar o prêmio Nobel”, Tribuna da Bahia, Salvador, 29 ago. 1974.

JUR: “... Jorge Amado. É um contador de histórias, é autor de best-sellers. Que diabo é um bom romancista, senão um contador de histórias? Quem marcou a novelística contemporânea terão sido as elucubrações cerebrinas do romance francês desta época ou a literatura norte-americana, quase toda ela exatamente de contadores de história? (...) Por que (honestamente, e não com explicações abstrusas) um best-seller é necessariamente um livro ruim?”.

JUR: “Mas não, Jorge Amado não pode tirar o prêmio Nobel, porque não se insere no rol daqueles que criam uma ‘arte superior’, uma arte que mostra como nós estamos adiantados. Além disso ser uma besteira, em relação a um escritor publicado e respeitado em toda parte, um escritor efetivamente responsável por uma obra marcante, atuante, definidora de perspectivas humanas, isso também reflete a atitude aristocrática, de torcer o nariz, em nome da cultura do povo, exatamente àquilo que, de uma forma ou de outra, tem a  ver com esse povo, se contamina com a proximidade do povo”.

Nenhum comentário: