domingo, 24 de setembro de 1972

"Os velhos baianos"

1972-09-24
BURNETT, Lago. "Os velhos baianos". Diário de Notícias, 24 set. 1972, p. 8.

JUR: "'O que é realmente importante' – me diz Jorge Amado – 'é o fato de que toda a criação cultural da Bahia repousa na criação popular. O importante na Bahia é o povo. Foi esse povo mestiço que construiu tudo que temos de grandeza e civilização'".

LB: “É por isso que, além dos valores excepcionais destacados pelo próprio Jorge Amado — Glauber Rocha no cinema, João Ubaldo na literatura, Caetano e Gil na música e na poesia e Emanuel Araújo na gravura, para não falar em João Gilberto e sua revolução musical (...) —, as praças do Rio e São Paulo estão sempre sendo invadidas por novos baianos”.

Nenhum comentário: